28 de jul de 2008

...caem estrelas no desassossego do mundo,
mundo, repartido mundo,
em classes, claves e esses
em cores, espelhos e gestos...
meu prumo nada tem de rumo
também nada tem de oblíquo,
meu caminho são as coisas que escrevo
e nada sei...

Nenhum comentário: