23 de nov de 2008


Tela/Monet

Que pena que eu tenha perdido a ilusão de me entregar com receio de me perder.Que pena que eu tenha colocado essas máscaras e amarras em mim. No fundo sei que ficam guardados em segredo os desejos e as paixões que nunca tiveram fim.

by adriana monteiro de barros

6 comentários:

Pavitra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pavitra disse...


no fundo, no fundo
esses sentimentos
são um poço sem fim
.
.
.
de poesia!

beijos, adriana

Cosmunicando disse...

e ficam... e perca-se!

lindo isso.

beijos

Luiz Coelho disse...

Adriana,

obrigado pelos elogios!

Abço,
L.

Aroeira disse...

belo. um pouco triste, coisa da natureza humana. terno. sensível, da alma.

O Profeta disse...

Esta carícia de fresca brisa
Transporta a beleza de Oriente
Uma voz doce cede ao silêncio
Esta aurora acorda finalmente

A sombra perdeu-se na luz
Escuto o pranto e o riso na bruma
Palavras fugindo ao sentido
Lembranças perdidas na espuma


Boa semana



Mágico beijo