13 de jan de 2009

POEMA ADRIANA


FOTO/GOOGLE
Em meio as festividades Natalinas regadas a cervejas, como não poderia deixar de ser, em se tratando dos "Ratos Diversos", eis que recebo de um amigo e poeta queridíssimo, um poema mais que oculto, quase de última hora. Mas o presente de fim de Ano não podia ser melhor! Que venha 2009 e "sobrem apenas beijos pra nos restaurar" Um Céu de beijos e abraços apertados pra vc Pedro!
PEDRO LAGE

"Um poema de ultima hora
Um poeta sempre é preciso
Mesmo vago-simpático, solto
no escarcéu do mundo-caos, de improviso
ou rugindo por dentro da Aurora
São últimas todas as horas
e o poeta de sobreaviso se encarrega do melhor
Ser o ordenador deste samba no escuro.

Passam vergéis de núpcias sagradas
Passam hip-hops do brejo
Os olhos se abrem ao cortejo
Passa um bonde voador puxando um piano
que ninguém vê, cheio de teclas mais sensíveis
que seus olhos de aldeia. Por um triz a lua é cheia
E o melodrama não existe, nem o fado
Mas o dia ali demanda a cor de teus olhos tristes
Minha longilínea mana,
E tudo o que sou a teu lado é feliz!
Mesmo que juntos a gente coma
as ruelas dos sonhos e desmonte os desejos
até que sobrem apenas os beijos
pra nos restaurar.

by
Pedro Lage

Nenhum comentário: