14 de ago de 2008

foto arquivo da autora


DA ARTE DE SENTIR

algumas pessoas me acham estranha.

Não sou eu a estranheza. Ou sou

Mas é no encontro com o estranho
em que me renovo e renasço.

Um comentário:

Mariana Junqueira disse...

Muito bom, adriana Adorei!